Notícias

09/10/2017 - Pesquisadora Anne-Marrie Chartier conhece o Projeto Rio de Leitura

O que levaria uma pesquisadora francesa, com reconhecimento internacional, visitar uma escola pública e dedicar horas preciosas de sua vida acadêmica e pessoal, para ouvir professores e crianças?

         E o propósito era claro: não apenas usar a habilidade auditiva, mas atentar para a semântica de cada palavra, ouvir poemas em vozes infantis, valorizando, assim, os seus interlocutores: militantes da escola pública que priorizam a leitura como instrumento primordial.

          Exatamente isso que aconteceu no dia 05 de outubro de 2017: por intermédio da Professora Drª Tâmara Abreu, Departamento de Línguas e Literaturas Estrangeiras Modernas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, o projeto Rio de Leitura recebeu, na Escola Sadi Mendes, a Doutora em Ciências da Educação, Rose-Marrie Chartier, para um diálogo afetuoso e proveitoso.  

Juntos, professores da Educação Fundamental e da Universidade, saboreamos cada palavra, traçando um paralelo entre as realidades educacionais do Brasil e da França, em seu trabalho contínuo com a formação de pesquisadores brasileiros, fato este que chamou a atenção da mídia local.

          E ainda foi além: assistiu a mediação de leitura da professora Vera Vilela, e ouviu poemas de Cecília Meirelles e da patronesse da biblioteca Roseana Murray, lidos por crianças de grande competência leitora, sempre com um caderno de registros nas mãos, como que pronta a aprender.  

          Anne-Marrie conversou sobre seus escritores preferidos no Brasil e sobre a importância da relação afetiva que a criança deve ter com o objeto livro desde muito pequena e, também, completou sua pesquisa nos questionando sobre nossa rede de bibliotecas escolares, tempo de atendimento, classificação do acervo, dentre outras questões.

A resposta à primeira pergunta, não a temos. Nem sabemos se é necessário tê-la.  Mas foi possível ouvir, ainda que em diferentes línguas, a amálgama que une os diferentes povos que militam por um país de leitores.

Anne Marrie Chartier é encarregada da formação de professores primários desde 1970. Trabalha desde 1996 no Institut National de la Recherche Pédagogique e foi ouvida, durante a tarde, na Universidade Federal do Rio Grande do Norte, por graduandos e pós-graduandos na conferência "A Leitura, da Biblioteca às Telas: Mudanças e Perspectivas para a Formação de um Novo Leitor". (Rio de Leitura)

Um projeto Sinduscon RN e IDE.

Observatorio da Educação (c) 2012 - Todos os os direitos reservados