Notícias

14/06/2017 - Prefeitura de Natal entrega nova sede de Centro Municipal de Educação Infantil em Igapó

Mais uma unidade própria para abrigar um Centro Municipal de Educação Infantil foi entregue na tarde desta terça-feira, 13, pela Prefeitura do Natal à população, no bairro de Igapó, para atender a 247 crianças dos níveis II, III e IV, da Educação Infantil. A unidade do CMEI Professor José Carlos Bezerra, é a 18ª construção própria entregue pelo prefeito Carlos Eduardo, desde 2013. Antes desta obra ser concluída, as crianças eram atendidas em um espaço alugado pela Secretaria Municipal de educação (SME).

A nova unidade do CMEI aumentou a capacidade de atendimento em 100 vagas, pois no antigo prédio alugado eram atendidas 147 crianças. O prédio entregue hoje conta com cinco salas de aula, secretaria, direção, refeitório, cozinha, lavanderia, banheiros feminino e masculino com chuveiros, além do banheiro adaptado para pessoas com deficiência ou pouca mobilidade, além de rede Wi-Fi e pontos de TV a cabo. A estrutura conta também com rampas de acesso. A obra foi executada pela empresa Conarte – Projetos, Construções e Serviços LTDA, com investimentos de R$ 190 mil do orçamento próprio da Prefeitura do Natal.

Na entrega do novo prédio, o Grupo Instrumental da Escola Ferreira Itajubá fez apresentação musical e os alunos apresentaram um número de teatro abordando a questão da superação. 

O prefeito Carlos Eduardo destacou os esforços que vem empreendendo em áreas como Educação, principalmente na construção de novas unidades para que a rede municipal amplie vagas. “Mas vale muito a pena e a gente mede por isso aqui”, disse referindo- se às crianças brincando no parque e às educadoras da unidade que agora, com novas instalações, terão melhores condições de trabalho. 

A secretária de Educação, Justina Iva, lembrou que a unidade própria era um sonho antigo e que por fim se tornou realidade e ainda pôde ampliar a oferta de vagas para este CMEI. Com as cem vagas que foram acrescidas na José Carlos Bezerra, o Município totaliza 2150 novas vagas este ano. Ela ainda colocou que da procura pela creche na rede municipal, 75% da demanda foi atendida. 

A área onde funcionava a unidade ainda em prédio alugado não dispunha de terreno adequado para a construção, então a alternativa foi utilizar um espaço existente na Escola Municipal Irmã Arcângela, que possuía um prédio grande. Parte do prédio passou por melhorias e adaptações nas instalações físicas para sediar o CMEI Professor José Carlos Bezerra. Um muro foi construído separando as duas unidades.

O Centro de Educação Infantil Professor José Carlos Bezerra atende crianças dos três anos de idade aos cinco anos e 11 meses, nos níveis II, III e IV da Educação Infantil, e conta com 10 educadores infantis, cinco estagiários, três auxiliares de serviços gerais, uma assistente de secretariado, dois auxiliares de cozinha, uma merendeira, dois porteiros diurnos e quatro porteiros noturnos.

Professor José Carlos Bezerra de Jesus Filho
Nasceu em São Gonçalo do Amarante em 05 de junho de 1952, filho de Francisca Emiliano de Jesus e José Carlos Bezerra de Jesus. Filho de família pobre, sem condições de custear os estudos, começou a ministrar aulas em casa, para ajudar a suprir algumas demandas da família. Com esforços próprios, e ajuda e incentivo de sua mãe, foi o único de seus irmãos que conseguiu o êxito da graduação em um curso superior. A primeira escola a trabalhar foi a Escola Estadual Potiguassu. Entrou para a Rede Municipal de Natal em 1979, e atuou na Escola Municipal Irmã Arcângela, ministrando aulas para as turmas de 4ª série e alfabetização. Também atuou na Escola Municipal Vicente de França Monte (São Gonçalo do Amarante) e Instituto de Cegos. Dos seus 24 anos de trabalho na Escola Municipal Irmã Arcângela, atuou na função de coordenador pedagógico e foi candidato ao cargo de vice-diretor e professor. No 2000 foi acometido por um grave problema de saúde, mas resistiu e continuou servindo e ajudando aos que estavam ao seu redor. Em 25 de setembro de 2004, sofreu outra crise de saúde e, desta vez, não resistiu. Admirado por suas virtudes, era também conhecido e respeitado no bairro de Igapó, onde viveu até seus últimos dias. 

Um projeto Sinduscon RN e IDE.

Observatorio da Educação (c) 2012 - Todos os os direitos reservados