Notícias

09/03/2017 - Escola utiliza leitura para aproximar as famílias dos alunos

Aproximar as famílias da escola. Foi este objetivo que motivou o nascimento do projeto "Cafés Literários", do Centro Educacional da Fundação Salvador Arena, uma escola gratuita de São Bernardo do Campo, no ABC de São Paulo.

Trata-se de um momento de leitura compartilhada entre os pais e as crianças. Os alunos e suas famílias se reúnem para contações de histórias, dramatizações e práticas de sensibilização da prática de leitura. Com isso, o projeto conseguiu conferir um lugar de valorização do livro e da leitura, a partir do momento em que as crianças percebem a aproximação dos pais da escola por este motivo.

O projeto foi criado em 2014 com a seguinte premissa: quanto mais próximos da escola os pais e cuidadores e estiverem, maior será o interesse e participação no processo de aprendizagem das crianças. Três anos depois de sua implementação, o projeto já trouxe resultados visíveis, e a equipe pegagógica da instituição tem percebido mais comprometimento dos pais com a vida escolar dos filhos, além de um aumento significativo do interesse pela leitura no ambiente familiar.

"Desde o início dos Cafés Literários, temos uma devolutiva muito mais positiva dos alunos que levam livros para casa. Na sala de aula, além de recontar a história do livro, eles fazem questão de contar como foi a leitura com os pais", explica Maria Carolina Navarro, infoeducadora da Educação.

“Nas contações de histórias, nós demonstramos que é possível a criação de um ambiente propício à leitura, que inspira a imaginação das crianças, como a mudança da entonação da voz, a reprodução dos sons que aparecem na história e a caracterização dos personagens”, conta Márcia Lima, coordenadora pedagógica.

Para isso, o projeto trabalha algumas dicas práticas com as famílias envolvidas na ação:

·         1. Leia todos os dias. A criança que passa a infância ouvindo leituras amplia o vocabulário, torna-se mais criativa e se apropria da linguagem escrita mais rapidamente.
2. Durante a leitura, faça “caras e bocas” para deixar o momento mais real e divertido.
3. Incentive a criança a ler em voz alta. Ela estará se ouvindo e você perceberá os avanços quanto à leitura fluente.
4. Questione sobre o assunto tratado no livro, pois a criança também precisa entender o que está lendo.
5. Valorize a opção de livro que seu filho levou para casa e leia para ele. Isso contribui para a autoestima.
6. Incentive o seu filho a explorar o acervo das bibliotecas. Visitem com frequência e juntos as bibliotecas públicas.
7. Estimule o reconto.

Centro Educacional da Fundação Salvador Arena oferece cursos gratuitos da educação infantil ao ensino superior para mais de 2.400 alunos.  Na educação básica, os alunos recebem investimento anual de cerca de R$ 22 mil, volume semelhante ao orçamento gasto por governos da Alemanha, Japão e Reino Unido, de acordo com dados da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), divulgado em 2015.

Um projeto Sinduscon RN e IDE.

Observatorio da Educação (c) 2012 - Todos os os direitos reservados