Notícias

20/09/2016 - Reforma do ensino médio permitirá currículo flexível, diz MEC

O ministro da Educação, Mendonça Filho, afirmou que a discussão sobre o novo formato do Ensino Médio está em curso e deve ser aprovada pelo Congresso Nacional até o final do ano. O trabalho não será exclusivo do Ministério e, segundo ele, a ação é articulada com o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), pois essa etapa é responsabilidade dos governos estaduais. “O MEC atuará como coordenador desse debate colhendo contribuições de educadores, pesquisadores, professores e gestores para que a gente possa aprovar no Congresso Nacional até o final do ano”, disse, durante o Seminário Internacional Caminhos para a qualidade da Educação pública. A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) para essa fase também está aguardando essa reforma.
 
Mendonça avalia que os altos índices de evasão no Ensino Médio decorrem da falta de identificação dos jovens com o formato da escola. O ministro enfatizou, ainda, que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) não terá alterações na edição deste ano. “No Enem que está em curso nada muda”, garantiu. “Qualquer mudança dependerá do que queremos e desejamos para o Ensino Médio.”
 
Orçamento
 
O ministro aproveitou a fala no evento para esclarecer algumas informações divulgadas recentemente sobre o MEC. De acordo com ele, o orçamento para 2017 é 7% maior do que o de 2016 e ações como o Brasil Alfabetizado serão ampliadas. “Esse programa foi mantido e o próximo ciclo terá mais 50% de oferta de vagas. Elas devem ser abertas após as eleições”, avisou.

Um projeto Sinduscon RN e IDE.

Observatorio da Educação (c) 2012 - Todos os os direitos reservados