Notícias

15/07/2016 - Ler para os filhos melhora vocabulário e estimula interação com os pais

Mais do que uma atividade tradicional em família, momentos compartilhados de leitura são benéficos tanto para as crianças que escutam a leitura dos pais quanto para o fortalecimento da relação entre eles. Estudo da Universidade de Nova York, em colaboração com o IDados e o Instituto Alfa e Beto confirmou evolução como aumento de vocabulário e do estímulo fonológico, importante para a alfabetização.

Além dos resultados para o desenvolvimento das crianças, o estudo observou uma melhora na interação entre as famílias. Houve redução da punição física e aumento de 25% de crianças sem problemas de comportamento entre os participantes do estudo.

“Quando pais e mães leem com os filhos, proporcionam uma interação de qualidade, que aumenta o engajamento familiar”, explicou o professor da Universidade de Nova York, Alan Mendelsohn, condutor do estudo juntamente com a pesquisadora da mesma instituição, Adriana Weisleder.

A pesquisa foi realizada em Boa Vista,  Roraima, com 1.250 famílias com crianças de 1 a 4 anos de baixa renda do município. A iniciativa partiu de um treinamento para os pais que são atendidos pelo Família que Acolhe (FQA), programa municipal voltado para saúde e desenvolvimento social na primeira infância.

Esse treinamento envolveu sessões de uma hora de duração, uma vez a cada três semanas, em um período de pouco mais de dois meses. Os encontros foram coordenados pela equipe do FQA, com até 30 famílias por grupo.

Um projeto Sinduscon RN e IDE.

Observatorio da Educação (c) 2012 - Todos os os direitos reservados