Notícias

17/07/2014 - Mais de 8,5 milhões de estudantes da educação básica estão com atraso escolar de dois anos ou mais.

De acordo com a legislação brasileira, a criança deve ingressar no 1º ano do Ensino Fundamental aos 6 anos de idade. Assim, aos 14 anos ela entrará no 9º ano e finalizará esta etapa com 15 anos. Dos 15 aos 17 anos este aluno deve estar matriculado no Ensino Médio. A realidade, porém, é que 6,1 milhões dos estudantes do fundamental (21%) e 2,4 milhões de estudantes do ensino médio (29,5%) não estão na série correta. São 22,9% dos alunos do ensino básico com atraso escolar de dois anos ou mais no Brasil.

Apesar do alto percentual de alunos com distorção idade-série, a análise dos dados de evolução entre os anos de 2010 a 2013 mostra que o atraso escolar no ensino médio recuou 5,4% entre os estudantes matriculados na rede pública. Os estados com maior redução da distorção idade-série são: Pernambuco (-29,1%), Paraíba (-29%), Alagoas (-28,9%), Piauí (-26,7%) e Maranhão (-24,8%).

Os números de distorção são mais altos nas escolas rurais do Brasil: no 6º ano, a distorção série-idade chega a 47,2%. Os números também chamam atenção no ensino médio, com 44% de atraso entre alunos do 1º ano. O Piauí, apesar de ter uma alta taxa de redução da distorção, ainda apresenta metade dos seus alunos de ensino médio com dois anos ou mais de atraso escolar.

A região norte do país concentra maior número de alunos com atraso durante a educação básica. No ensino médio, o total de alunos com atraso no 1º ano da rede pública chega a mais da metade dos matriculados (50,6%). Já a região sudeste do país tem os menores índices de atraso: 20,1% dos estudantes estão fora da idade adequada para o 6º ano; no 1º ano do ensino médio, 25,6%.

No 6º ano, o estado de São Paulo contempla menor distorção idade-série do Brasil, com 90,5% dos alunos em ano escolar adequado para a idade. Escolas privadas brasileiras concentram índices baixíssimos de atraso escolar: alunos com idade inadequada à série não chegam a 10% da rede em nenhum ano escolar. Ainda no sistema privado, Paraná segue com os mais baixos índices de atraso escolar, sendo 2,1% na 6ª série e 4,8% no 1º ano do ensino médio.

Em todo o Brasil, a rede pública possui 8,6 milhões de estudantes matriculados no ensino médio. Dentre estes alunos, o atraso escolar de 2 anos ou mais chega a 34,4%, mostrando que mais de 1,2 milhão dos jovens não estão na etapa escolar adequada para sua idade.

A informações de distorção idade-série se referem aos dados coletados no Censo Escolar 2013 . Os dados são públicos e oficializados pelo Ministério da Educação (MEC).

 
Fonte: QEdu

Um projeto Sinduscon RN e IDE.

Observatorio da Educação (c) 2012 - Todos os os direitos reservados